Thursday, March 24, 2005

Não resisto

A falar de novo do tempo!
Palavra de honra, sempre achei que fosse um hábito britânico sem hipótese de exportação para o continente. Até ter chegado a estes pontos geograficamente mais centrais. Estou mesmo convencida que é prejudicial à saúde engolir o desespero que o clima nos cria!
Pois aí vai: chove e está cinzento escuro. Tipo Novembro na Pátria! Não há alma que resista a isto. Aqui não há quatro estações no ano, há uma longa estação de chuvas que engloba um Inverno danado, uma Primavera fraquita, um Verão de meio dia (normalmente durante a semana para o vermos através da janela do gabinete) e um outono sem romantismo.
Qual terá sido a ideia de decidir construir a Europa a partir daqui?

8 Flocos de neve

Blogger Madalena atirou uma bola de neve ...

Tens razão, Pitucha! Por isso é tudo tão verde nessas paragens!
beijinhos

5:57 pm  
Anonymous Carlos atirou uma bola de neve ...

Cá por mim não sei, mas deixo-lhe uma sugestão: visitar a cidade surpreendente :)

7:51 pm  
Blogger espumante atirou uma bola de neve ...

Por alguma razão que me escapa, gosto de chuva miúda, de frio, do verde imenso visível do avião que nos leva à maioria das cidades europeias...é uma sensação de história (?) de "primeiro mundo", de fartura e abastança, de tranquilidade e de muitas outras coisas que não cabe aqui definir. Curiosamente, vivi grande parte da minha vida para baixo do equador, entre calores húmidos, ares condicionados, céus muito azuis, trovoadas brutais - uma magia prórpia, eu sei, da "África terra bruta, que até à papaia lhe chamam de fruta" :))) Mas eu entendo o desespero de se viver no "cinzento" em regime contínuo :)

12:08 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Olá Madalena
É verdade que é há muito verde e que os dias de sol são aproveitados muito bem nos jardins e esplanadas. Mas a falta de luz durante o Inverno é muito difícil de suportar.
Beijos

8:25 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Boa ideia Carlos. Este Verão, quando for de férias irei surpreender-me com essa cidade ;-)

8:26 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Espumante

África está nas minhas raízes não obstante eu só a conhecer de férias. Não há comparação possível entre os climas: aqui falta luz e calor. Falta arrebatação e grandiosidade. O "muito" aqui está ligado à "duração" no tempo e não à intensidade. Chove muito porque chove todos os dias e não porque cai a água toda do céu num par de horas! Aqui os elementos do clima são desprezados, não admirados nem (porque não) temidos.

8:32 am  
Blogger Laura Lara atirou uma bola de neve ...

É inevitável falar-se do tempo. Porque não chove e assim não há agricultura que prospere. Porque chove e lá se estragam as agriculturas. Porque o tempo já não é o que era (o meu avô já assim afirmava). Recordo-me de há muitos anos ter lido num jornal em Londres que num ido mês de Dezembro apenas tinha chovido oito minutos... notícia para mim impensável (sempre tinha vivido em países sem escassez de sol). E recordo-me também de uma tempestade em Moçambique - ventos que arrancaram telhados em zinco, trovoada que partiu vidros das janelas. Como é possível não falar do tempo?

10:38 pm  
Blogger Laura Lara atirou uma bola de neve ...

Errata
O que eu queria dizer era que o jornal britânico referia que apenas tinha havido oito minutos de sol...

11:07 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento