Sunday, May 15, 2005

Cavalo-marinho

Desta vez não foi África mas sim Caraíbas. Pois, é preciso ir bem longe para gozar aquele calor bem gostoso que nos aquece o corpo e a alma.
O mar, sempre convidativo, apresentava cores que iam desde o azul-escuro ao perfeito turquesa mas o que mais me fascinou foi aquilo que ele esconde a quem olha para ele de fora. É que, pela primeira vez consegui ver um cavalo-marinho…lindo! Isto, claro, no meio de corais fantásticos, autênticos jardins debaixo de água. Menciono, só como exemplo, umas esponjas tubulares de cor violenta.
Os peixes eram aos milhares, de todas as cores e feitios. Não vi peixes grandes (parece que não os há por aquelas bandas) mas vi peixes lindos: o peixe papagaio, penso que é este o nome em português) é um surpreendente cocktail de cores…
A natureza terrestre também contribuiu para o sucesso das minhas férias: um passeio a cavalo por um parque natural não só me permitiu ver uma paisagem deslumbrante mas também fez de mim pasto de mosquitos (estrangeiros está bem de ver!).
Conclusão: tenho um bonito bronzeado pintalgado por picadas de mosquitos.
Entretanto, de volta à civilização (com chuva quando cheguei para me sentir “em casa”) encontrei mais de 200 e-mails para ler e montes de blogues para pôr em dia. É uma trabalheira vir de férias…

8 Flocos de neve

Blogger espumante atirou uma bola de neve ...

Welcome back :)
O peixe-papagaio (sparisoma abilgaardi) também é muito frequente no Índico. Tenho boas recordações de mergulho com a minha filha que se deslumbrava com este peixe. Contrariamente ao que muita gente pensa, o seu nome deriva do armadura bocal composta de uma placa fortíssima capaz de cortar pedra (e um dedo, também, claro)e não das suas cores vivas. Há ainda o pormenor de proporcionar uma carne tão saborosa e branca que, por vezes, é confundida com lagosta, se servida com maionese ou molho vinagrete...
Poeque é que estou a falar disto?? Talvez porque tenha saudade de mergulho em mar tropical, com todo aquele cenário que descreves, onde descobri cores e formas que nem sequer sabia existirem...
Beijinho

4:51 pm  
Blogger Laura Lara atirou uma bola de neve ...

Back again. Good! Espero que tanta cor dissipe o cinzento de Bruxelas por muito tempo.
Beijinhos

7:11 pm  
Blogger t-shelf atirou uma bola de neve ...

Viva! Já de volta. Bom pela minha parte estou contente mas imagino que quisesses ficar mais uns tempos por lá... beijinhos prima

9:00 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Espumante
Também já mergulhei nas águas do Índico e é fantástico. Aliás os meus melhores mergulhos foram em Madagáscar onde vi de tudo (até tubarões...). Adorei!

8:54 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Laura Lara

Bruxelas não ajuda mesmo!
Beijos

8:55 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Primita
Como tu adivinhaste?
;-)

8:56 am  
Blogger lilla mig atirou uma bola de neve ...

Bem-vinda! Pois sim, vivi mais ou menos as mesmas coisas, e ainda estou zonza! Não fiz mergulho a sério, mas com o snorkeling deu para ver bastantes espécies e até bem grandes, inclusive o tal peixe-papagaio, dava até para ouvir o barulho dele a comer coral! Lindo! Felizmente os mosquitos não gostam de mim! :)

5:24 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Oi Lilla
Até de ti gostariam, os malandros dos mosquitos, se lá estivesses estado!
Agora, back to work!
Beijos

5:33 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento