Wednesday, November 21, 2007

Conversa

Na sala, a luz amarela, difusa, a cheirar a pó.
Uma luz tão espessa que se podia sentir.
Que a envolvia como uma sensação desagradável.
Avançou com a solenidade com que se enfrenta o desconhecido.
Com mais curiosidade do que receio, não fora a luz que se colava, que lhe tolhia os movimentos.
Esfregou os olhos, sacudiu o cabelo da testa.
Transpirava.
Só então percebeu o calor que a rodeava.
Um calor estranho, feito de pó e dessa luz amarela palpável.
Sentou-se à mesa, imponente e ultrapassada, com linhas dignas de filme de época.
Reparou nesse momento que lhe falavam.
Mas a voz não conseguia atingi-la.
Ela via as palavras a caírem esgotadas, sem conseguirem vencer a luz. As mais persistentes, desfaziam-se em sílabas, perdiam-se em letras soltas.
Pacientemente foi recolhendo esses bocados de diálogo, para lhes dar resposta.
Colocou-os na mesa, letras, sílabas e palavras que a transpiração da sua mão encarquilhara.
Já não ouvia a voz.
Teria já dito tudo?
"Falar", "rir", "sorrir" eram palavras inteiras. Mas tinham perdido a alma alumiadas pelo pó amarelo.
Com as sílabas construiu febrilmente as palavras "confiança", "espera", "tempo". E "medo".
A luz ardia-lhe agora nos olhos, a mesa liquefazia-se com o poeirento calor, desfazendo as letras em manchas de cor pardas.
Sofregamente, mergulhava as mãos em desespero de salvação.
Os restos de letras que recolhera diriam "amor".
Mas não tinha a certeza. Eram manchas quase sem forma.
Ainda assim arriscou uma reposta. Sim.

7 Flocos de neve

Blogger Skyman atirou uma bola de neve ...

Fantástico como nas tuas mãos as palavras tomam tanto sentido e se enchem de poesia.
A partir de agora já é oficial, és uma das minhas escritoras preferidas!
bjo

10:40 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Skyman
Exagero teu!
Mas fiquei contente por teres gostado.
Beijos

10:50 pm  
Blogger isabel c. atirou uma bola de neve ...

concordo absolutamente com o skyman. um verdadeiro puzzle de palavras que "montas" em poesia.


beijos

11:10 am  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Isabel
És uma querida.
Beijos

11:13 am  
Blogger 125_azul atirou uma bola de neve ...

Vês? Não sou só eu que digo que é imperativo que escrevas, muito, muito! Beijinhos

2:35 pm  
Blogger MCM atirou uma bola de neve ...

Que bonito! Foram estes e outros textos teus que me fizeram ter saiudades da blogosfera.

( E não, não somos queridos, ou ainda que sejamos os elogios são bem merecidos.)
Bjs

3:38 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Azulita e MCM
Fico feliz por terem gostado.
Beijos

8:02 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento