Wednesday, April 23, 2008

Conto a conto (6)

Pousou o livro nas pernas.
Segurava-o com a mão, o polegar marcando a página onde ia.
Ergueu a cabeça; tinha um ar de espanto. Não, era mais de surpresa.
Este livro foi escrito para mim, pensou.
Olhou-me e disse:
"Este livro foi escrito para mim".
Estranhei.
"Conheces o autor?"
Que não, disse-me, mas que sabia que o livro tinha sido escrito para ela.
Contrariei.
"Disparate".
Olhou-me ofendida.
Agarrou no livro, percorreu as páginas, nervosamente, fez um ar de alívio quando encontrou o que procurava e olhou para mim com ar desafiante.
"Ora ouve."
"Tinha medo. Medo do desconhecido. Medo de que se transformasse no conhecido. Por isso se controlava. Por isso temia alargar-se nos seus sentimentos, instalar-se no conforto de uma certeza."
"Vês? Sou eu!"
E antes que lhe pudesse dizer que seria ela e mais uns milhares de pessoas que assim pensavam, que o autor nem sequer era original, recomeçou a citar.
"Mas aceitou. Quis acreditar que ainda era possível. Nas voltas da vida, era agora a sua vez de rodar"
Repetia "Isto sou eu", "Isto é para mim", sem parar, sem me dar tempo para intervir.
"Ouve", "ouve", insisti para conseguir a sua atenção.
"Essas frases são de uma banalidade sem fim, não visam nada nem ninguém".
Olhou-me incrédula.
"Nem sequer são dignas de um livro", acrescentei. "São frases de literatura barata, sem nível! Perdes o teu tempo a ler essas coisas."
Levantou-se irritada e insultou-me com os olhos.
Tentei corrigir a situação.
"Acho que um escritor não escreve para ninguém em especial. Talvez escreva para si próprio. Para se exorcizar. Ou então escreve para todos os que o lêem. Conta-nos uma história. Inventada ou sua. Mas nunca a história de cada um de nós".
Não quis continuar a ouvir-me.
Saiu magoada.
"Dizes isso porque nunca ninguém escreveu para ti!"

3 Flocos de neve

Blogger MCM atirou uma bola de neve ...

E tu, a escrever assim desta maneira pelo que esperas para escrever um livro? Um livro para ti e para nós todos.
(estás a escrever cada vez melhor!)

3:26 pm  
Blogger Skyman atirou uma bola de neve ...

Não interessa para quem um escritor escreve. Interessante sim é a opinião de cada um quando se revê ou não, no que foi escrito!
E a minha opinião sobre o que escreves tu já conheces de sobremaneira.
Bjo

5:57 pm  
Blogger leonor atirou uma bola de neve ...

Adorei este texto, Pitucha!

1:36 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento