Tuesday, April 29, 2008

Realidade

Eu vejo as coisas como eu as vejo.
Não posso garantir que as veja como elas são.
Vejo-as através dos meus gostos e dos meus desgostos, através das minhas experiências e das minhas lacunas.
Vejo-as à luz de outras coisas parecidas ou dissemelhantes. Por comparação ou oposição.
Vejo-as com a minha escala de cores.
Sei o que vejo. Mas não sei se tu vês o mesmo que eu.

7 Flocos de neve

Blogger João atirou uma bola de neve ...

O Lindo é olhar para a mesma coisa e ver coisas diferentes.
quando quiser ver o mesmo que tu, posso pedir-te os teus olhos!

10:39 am  
Blogger 125_azul atirou uma bola de neve ...

Eu também não posso garantir que o que vejo é como os outros vêm, mas ver à minha maneira é, muitas vezes, o melhor que posso conseguir...
Beijinhos

12:06 pm  
Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

E é que é mesmo assim! Cada um vê as coisas à sua maneira. Outros há, que embora não sendo cegos, não vêem nada.

2:05 pm  
Blogger pessoana atirou uma bola de neve ...

Hoje passei por aqui e caí de repente!
Caí na real, claro!
Ou na toca do coelho.
Belo texto (apesar da minha queda)!:-)

6:50 pm  
Blogger Claudette Guevara atirou uma bola de neve ...

Outros verem aquilo que vejo, pode ser um momento sublime. E talvez, com um bocado de sorte, conseguir que esse momento perdure muito tempo.

Mas também, não há problema em só vermos a nossa paleta de cores. Só quer dizer que somos especiais de corrida!

Beijos

10:23 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

João
Podes sempre pedir, é certo.
Beijos

Azulita
O melhor? A única maneira mesmo, eu diria.
Beijos

Carlota
Ora, agora é que disseste uma grande verdade.
Beijos

Pessoana
Recomposta da queda? Espero que sim. Para gozares bem os feriados.
Beijos

Claudette
Somos? Se o dizes!
Beijos

9:39 am  
Blogger Brigida Rocha Brito atirou uma bola de neve ...

E a diversidade no "olhar" é normalmente tão encantadora... normalmente... bjs :-)

3:11 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento