Tuesday, May 20, 2008

Ruínas

As notícias repetem-se em desgraça e destruição.
Provando que a natureza tem armas mais letais do que a imaginação humana.
Por nós, pelos nossos olhos protegidos pela calmaria deste bocado de mundo, passa o horror da fome, do frio, da ordem que se desorganizou.
Hoje, ao pequeno almoço, fiquei presa a uma foto, de uma chinesa (uma mãe, uma avó?) pendurada no que restava de uma parede que antes fora casa, fora lar.
Por muito que apregoemos que se deixem ir os anéis desde que se salvem os dedos, sabemos que há muito de nós nesses anéis!
Daí a importância que damos aos pronomes possessivos: é meu! é minha!
De repente, se a natureza assim o entender, deixa de ser. Num piscar de olhos.
Depois nada mais resta do que, pombalinamente, enterrar os mortos e cuidar dos vivos.
E recomeçar.

6 Flocos de neve

Blogger MRP atirou uma bola de neve ...

'recomeçar' é de facto uma palavra fantástica!

9:43 am  
Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

É verdadeiramente impressionante o que nos trazem as imagens do outro lado do mundo. Se ao menos a todos fosse possível recomeçar...

10:34 am  
Blogger 125_azul atirou uma bola de neve ...

E recomeçar é só mesmo para quem pode...
Beijinhos

11:58 am  
Blogger Skyman atirou uma bola de neve ...

Recomeçar! Eis a palavra que a situação de infortúnio evoca sempre de seguida.
Pessoalmente, prefiro não ter de a utilizar.
Bjo

2:35 pm  
Blogger Melões Melodia atirou uma bola de neve ...

Infelizmente aos do pais vizinho, nem essa oportunidade lhes e dada
Beijos

3:09 pm  
Blogger Periférico atirou uma bola de neve ...

E que doloroso recomeço...

Beijos

5:07 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento