Wednesday, July 02, 2008

Conto a conto (10)

Tudo era transparente.
A mão que deseperadamente se estendia.
A palavra que insistentemente se dizia.
O olhar que tristemente se perdia.

Enrolou-se num canto.
Diminuiu-se.
Desapareceu-se.

Sobrou um canto.
Uma nota de música.
Uma balada suave.

Que se prolongou, transparentemente, na noite escura.

3 Flocos de neve

Blogger Periférico atirou uma bola de neve ...

Transparentemente belo!

Beijos

11:07 am  
Blogger João C. Santos atirou uma bola de neve ...

as palavras mais simples guardam o sentimento mais forte....

1:27 pm  
Blogger Madalena atirou uma bola de neve ...

Lindómetro aceso máxima intensidade. beijinho

1:17 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento