Friday, October 31, 2008

Conto a conto (14)

Perde-se entre fios e pérolas e linhas e colas.
Procura, concentradamente, a tesoura.
Termina com um nó.
Remexe, de novo, nas contas, conjuga cores, idealiza formas.
As mãos são o instrumento com que fala.
Quando segura, quando aperta, quando cola, quando corta.
Não vê o raio de sol que se reflecte nas pedras de vidro.
Não sente o frio que se instala com o anoitecer.
Nem sabe que acendeu a luz.
Vasculha.
Busca o que tem.
Redescobre o que esqueceu que tinha.
Mistura.
Encontra-se e perde-se nesta mestiçagem de materiais e de matérias.

2 Flocos de neve

Blogger pront'habitar atirou uma bola de neve ...

alheia ao que a rodeia...

estará feliz?
se estiver, tudo bem.

8:40 pm  
Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

Devíamos ilustrar este post.

10:44 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento