Tuesday, October 21, 2008

Crise

Temos os ouvidos cheios de números e de percentagens, vemos os governos-bombeiros a salvar bancos e seguradoras.
À saída das lojas, as pessoas queixam-se: está tudo muito caro!
Dentro das lojas, os lojistas queixam-se: ninguém compra!
Olho em redor de mim, nesta sociedade histérica onde a crise se afoga em champagne e se espelha em carros de alta cilindrada.
A crise.
A de hoje.
A de agora.
Espanto-me.
A crise é a fome e a criança de ventre inchado.
A crise é a família que vive protegida por paus e plásticos, sem água, sem escolas, sem hospitais.
A crise é o jovem que se afoga no Mediterrâneo a tentar alcançar costa europeia.
A crise é o homem velho que se agacha, ao sol, seco e sem esperança, à espera da morte.
A crise é a malária e a cólera.
A crise é este mundo desigual e sem vergonha.
E essa não é de hoje.
Não é de agora.
E para vencer essa crise poucos são os bombeiros.

6 Flocos de neve

Blogger MRP atirou uma bola de neve ...

é isso mesmo pitucha

11:53 am  
Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

Estou de acordo.
Crises de luxo, é o que eles inventam. Daquelas que passam ao lado das crises dos que vivem na miséria, pois nunca os atingem.

(E, a bem dizer, a mim também não).

12:23 pm  
Blogger anamoris atirou uma bola de neve ...

Finalmente umas palavaras de bom senso no meio desta estupidez total. Como é egoísta o chamado "mundo civilizado".
Tu és muito sensata Pitucha.
Beijos

1:30 pm  
Blogger marilia atirou uma bola de neve ...

Essa crise aí ninguém enxerga. É transparente.

seja bem vinda lá no aindapodiaserpior.

Também gostei daqui

Abração

6:54 pm  
Blogger Músico Guerreiro aka Melões atirou uma bola de neve ...

O unico problema e que a crise dos primeiros fara ainda pior a crise dos segundos, assim sendo, vejo alguma utilidade nos governos bombeiros.
Beijos

8:31 pm  
Blogger Jaque!! atirou uma bola de neve ...

A crise é a sociedade...

1:19 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento