Monday, November 03, 2008

Dizer mal

Dizem que é fácil dizer mal. Que, pelo menos é mais fácil do que dizer bem.
Confesso que não sei. Acho que pratico ambas as artes com conta, peso e medida, para não cansar.
É que é uma canseira ouvir, ou ler, pessoas que só dizem mal, excepto deles!
Hesito entre achar que são uns infelizes: viver rodeados de tanta coisa má deve ser deprimente! ou achar que são uns pretenciosos: coitados, cercados que estão de imbecis!
Mas chatos, isso são concerteza. Daquela chateza feita de previsibilidade, e haverá coisa mais chata do que conhecer o que vem a seguir?, feita da certeza de que irão ver mais uma incompetência, uma incoerência, uma deficiência em tudo o que os rodeia. Daquela chateza feita de se saber (sabemos todos, menos eles) que a excelência de que se acham possuídos nada mais é do que uma enorme banalidade, porque não fundo, são tão incompetentes, incoerentes, deficientes, como os demais que acusam.
Serão tristes talvez!
Porque a galinha da vizinha é sempre melhor do que a que, por infelicidade, lhe coube a eles...
Enerva-me particularmente aqueles que acham que Portugal é o exemplo acabado de idiotismo, idiotismo que se pega a todos os dirigentes do que quer que seja (nestas coisas o idiotismo não olha a cores nem a futebóis!), a todos os produtos que mão portuguesa tenha tocado, a tudo, mesmo tudo, excepto eles, que só nasceram portugueses porque Deus, na sua infinitude, por vezes, é irónico.
Ou outros, os que acham que é o mundo todo que está mal, são uns desiludidos da vida, que se amargam em cada dia que passa, que se recolhem à sua bolha protectora para fugir do Inferno que são os outros. Maçam pouco.
Ao contrário dos portuga-maldizentes que irritam com a sua boçalidade superior, com a sua desconhecida mediocridade.
Não tenho pachorra para tais tipos!

1 Flocos de neve

Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

Tudo o que é exagerado, mói-nos. Quer para um lado, quer para o outro. Estou completamente de acordo contigo.

11:02 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento