Thursday, March 19, 2009

"bof bah"

Acreditem au não, mas alguém entrou por este estaminé adentro à procura de "bof bah".
Enfim, nem sequer sei se "procurar" é o verbo adequado à investigação!
Mas decidi ajudar porque pressinto que alguém que goggla "bof bah" só pode estar a morrer de tédio.
E o tédio, meu Deus, o tédio, é entorpecente, coisinha pequena que mói discretamente.
Portanto, caro leitor, eu "bof" às vezes digo, influência francesa que se sabe nefasta porque a língua portuguesa tem "bofs" suficientes, não precisa de galicismos perniciosos. Agora "bah", lamento mas não uso. Deve ser por nunca ter tido precisão!
Mas farei doravante um esforço para que, da próxima vez que passar por aqui, encontre algo que lhe amenize a vida.
Não agradeça.
Pressinto que o esforço não seja hercúleo.
Aliás, já me estou a ouvir dizer, em dia cinzento, em resposta a um "bonjour" cantado (há sempre uns optimistas fanáticos) "bof bah".