Friday, March 20, 2009

Sintam o nó na garganta (recebido por e-mail)

Um dia o filho pergunta ao pai:
"Papá, vens correr comigo a maratona?"
O pai responde que sim, e ambos correm a primeira maratona juntos.
Um outro dia, volta a perguntar ao pai se quer de novo correr a maratona com ele, ao que o pai responde que sim.
Correm novamente os dois.
Certo dia, o filho pergunta ao pai: "Queres correr comigo o Ironman? (O Ironman é o mais difícil...exige nadar 4 km, andar de bicicleta 180 km e correr 42 ).
E o pai diz que sim.
Vejam estas imagens...

8 Flocos de neve

Blogger Luna atirou uma bola de neve ...

Pronto, ia começando a chorar que nem uma madalena aqui no office. Tive de me controlar mesmo. Só mostra que há pessoas que são capazes de tudo por amor.

2:35 pm  
Blogger Pitucha atirou uma bola de neve ...

Luna
Sem dúvida Luna.
Beijo e goza o fim-de-semana solarengo.

2:37 pm  
Blogger Luna atirou uma bola de neve ...

Olha, não resisti e copiei-o para o meu blog. Com devida referência, claro. Mas acho que merece ser mostrado.
Beijinho
(espero que por aí também esteja bom)

2:47 pm  
Blogger Claudette Guevara atirou uma bola de neve ...

Lembro-me de ver este vídeo há uns meses, e chorar baba e ranho e pensar exactamente como a Luna. O amor tudo pode. E no fim basta apenas a satisfação do dever cumprido.

Gostava de ter esta força.

3:24 am  
Blogger Claudette Guevara atirou uma bola de neve ...

Obrigada por me mostrares de novo. Ganho logo fôlego para as minha mini batalhas diárias.

3:28 am  
Blogger ana v. atirou uma bola de neve ...

Eu senti, o nó. Um nó bom, Pitucha.
Beijo

2:17 am  
Blogger calamity jane atirou uma bola de neve ...

Bolas!!!
(desculpa, "roubei"...)

2:40 pm  
Blogger Carlota atirou uma bola de neve ...

Bem, tenho de confessar que não é este tipo de coisas que me faz chorar, antes pelo contrário. Fico satisfeita saber por que há gente que tem esta força.
O que me faria chorar seria um video sobre a vida dos que não têm ninguém que vele por si.

10:29 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento