Thursday, April 23, 2009

Dia mundial do livro

Leio por aí que hoje é o dia mundial do livro.
Pensei não escrever nada, porque para mim todos os dias são dias de livros e os livros são para todos os dias (não leste nada hoje, dizias admirado! Acontece, acontece.)
Depois achei que sim, que devia marcar a data.
Porque gosto de me recordar (apesar de, verdadeiramente, não me lembrar) dos livros de pano que deram asas à minha infância, dos livros que lutaram a meu lado quando chegava a altura de apagar a luz a mando da mãe (só até chegar a um ponto e o livro comia uma data de pontos para que eu nunca chegasse a um ponto e o ponto chegava com zanga materna e era um ponto final até ao dia seguinte), do livro em segunda mão, embrulhado em celofane, e que me preencheu a falta de leitura numa praia distante.
Com os livros viajo, aprendo, rio e choro, sonho e desepero.
Deles falo, em partilha de clube, em cumplicidade de gostos, em desacordo irritado.
E nunca compreenderei os que se queixam de não ter nada para fazer ou ninguém para conviver: tal como a aspirina, o meu remédio é sempre "lê um livro".
Mas aprendi que há quem seja ferozmente contra as apirinas.

1 Flocos de neve

Blogger magnuspetrus atirou uma bola de neve ...

Curiosamente (ou não) ontem não consegui pegar num único livro e ler.

10:50 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento