Monday, July 13, 2009

Conto a conto (24)

Foi à procura de C.
15 anos depois da sua morte.
Nessa manhã sem ruído, abafada pelo nevoeiro, sentiu enfim a dor da sua ausência.
Abriu o álbum de fotos e recordou o sorriso, momentos de então a que deu som e movimento.
Resuscitou C.
Para si.
E conversou como se conversa depois de um silêncio de 15 anos: sem fim, sem fim.
Até que se calou.
E antes que C. morresse de novo escreveu um conto, um poema.
Para C.
Sobre C.
Agora sabe que para encontrar C basta abrir as páginas daquele livro.

1 Flocos de neve

Blogger TeKanelas atirou uma bola de neve ...

As pessoas só "Desaparecem" se nós deixar-mos.

Gostei do texto.

8:52 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento