Monday, November 09, 2009

Muro

Nem de propósito, revi ontem um dos meus filmes favoritos (Fresa Y Chocolate) e revi, ao mesmo tempo, um tempo em que o mundo daquele mundo estava aqui ao lado, separado por um muro.

Lembro-me de a história se fazer presente, em ritmo alucinante de liberdade que chega e de me ter deixado embalar no sonho irreal dos problemas que se resolvem, assim, sem mais, com a queda de um muro.

Estudei, logo de seguida, numa escola academicamente multinacional e foi uma alemã da RDA (a ex RDA diremos agora) que me partiu o sonho e me puxou para uma realidade cinzenta. Ela teria outros problemas com esta liberdade que eu via cor-de-rosa. Problemas para os quais nunca se preparara. E que não queria assumir. Concluiu: era contra a reunificação alemã; queria o seu país, como antes!

Vi-a em Bruxelas, uma vez, vários anos depois. Não abordei, de novo, a questão. Presumo que tenha resolvido os problemas de então. Ou talvez sonhe, em segredo, com a vida de outrora e a que teria tido se o muro ainda existisse.

1 Flocos de neve

Blogger Madalena atirou uma bola de neve ...

Um beijinho,Pitucha!

11:58 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento