Tuesday, December 22, 2009

Livro dos livros

Como resolução de fim de ano, decidi registar as minhas impressões dos livros que vou lendo.
Começo com uma excepção, eu que nunca leio mais do que um livro ao mesmo tempo.
Mas como o 2666 é longo e algo pesado, decidi intercalar um livro ligeiro.
Da estante saltou-me para o colo The careful use of compliments e acolhi-o com o agrado com que sempre leio McCall Smith.
Admito que prefiro a série da N° 1 Ladies' Detective Agency, mas Isabel Dalhousie é também uma agradável companhia para os frios serões.
O que mais me admira em McCall Smith é a aparente facilidade com que flui o discurso, como se escrevesse com prazer e sem hesitações (se calhar escreve mesmo assim, sei lá), como se a história não existisse no começo e se fosse desenrolando ao longo das páginas como se desenrola a vida ao longo dos dias.
Estou certa de que andam pelas ruas de Edimburgo muitas pessoas que, tal como Isabel Dalhousie, vivem uma vida normal onde as preocupações do dia a dia se cruzam com questões mais profundas próprias de uma editora da Review of Applied Ethics. Pessoas que bebem chocolates quentes numa delicatessen de Edimburgo, que, de vez em quando, se confrontam com a ideia de que "our possessing of our world is a temporary matter", que se preocupam com os outros e consigo próprias, que aproveitam fins-de-semana para visitar a ilha de Jura.
Quando nos aconchegamos nesta leitura-vida de todos os dias verificamos que há uma história por trás, um pintor, Andrew McInnes, uns quadros que parecem mesmo ter sido pintados por ele, parecem mas há qualquer coisa de estranho, "I just have the feeling that something's not quite right about that painting", e mais não digo.

2 Flocos de neve

Blogger Ana Paula Sena atirou uma bola de neve ...

Aprovo inteiramente a tua resolução. Gostei muito de ler as tuas impressões.

Feliz Natal, Pitucha!

Um abraço :)

4:40 pm  
Blogger TeKanelas atirou uma bola de neve ...

Fiquei curiosa para ler ....
aproveito para retribuir os votos de um bom Natal e um Ano de 2010 cheio de coisas boas e muitos livros..... e que Bruxelas seja menos cinzenta .....
beijo.
Teresa.

11:02 am  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento