Wednesday, December 02, 2009

Vento

Sentiu o vento nos dedos.
Estranhou.
O sentir e o escrever.

Porque, por tradição, o vento sente-se nos cabelos...

Mas ela senti-o nos dedos, um vento quente que se entrelaçava na escrita.

Olhou para o mar.
Procurou a quentura desse vento.

Talvez viesse de África pensou.
Só de África poderia vir um vento quente assim.

Respirou fundo a sentir esse calor a enchê-la de vontade de escrever o vento.

Talvez seja isto a sensação de viver numa ilha.

Olhou em redor o mar à sua volta e agasalhou-se nesse vento quente.

1 Flocos de neve

Blogger Mocho Falante atirou uma bola de neve ...

hummmmm adorei este texto, levou-me ao cheiro adocicado das terras quentes e ao sentir das brisas mornas dos finais de tarde

beijocas

6:41 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento