Monday, January 18, 2010

Curiosidade mórbida

Sempre achei enervante a mania que têm as pessoas de ver acidentes, desastres, desgraças.
Sobretudo desesperam-me as pessoas que abrandam os carros para ver melhor o acidente provocando filas ainda maiores do que as originadas pelo próprio acidente.
Mas agora nem é preciso sair de casa: a televisão entendeu que a melhor informação é a da desgraça, do coitadinho, do miserável, do olha-só-como-é-possível e nada como um terramoto, um tsunami, ou catástrofes do género para nos inundarem a casa com imagens de sangue e lágrimas repetidas vezes sem conta...
Pergunto, o que andam tantos jornalistas a fazer no Haiti? A interromper médicos no seu trabalho, a interromper lutos de familiares para lhes captar a dor, a interromper salvamentos para conseguir grandes título... Enfim, a empecilhar quem tenta ajudar.
A notícia já foi dada. Agora é preciso enterrar os mortos e cuidar dos vivos. Sem jornalistas-voyeurs.

2 Flocos de neve

Blogger Cristiane atirou uma bola de neve ...

Os blogs que são tachados de pseudojornalismo, mas, na verdade, é a tv e a mídia impressa que faz pseudojornalismo. A blogosfera é lúcida, como este post seu. Bjs.

2:32 am  
Blogger Mcm atirou uma bola de neve ...

Muito bem, Pitucha, é isso mesmo!bjs grandes

10:07 pm  

Post a Comment

<< De volta ao cinzento