Thursday, May 20, 2010

Lado positivo

Fizera mais vezes sol nesta cidade cinzenta e eu beberia os meus cafés nas esplanadas, gozando os quentes raios do astro.
Assim sendo, procuro mais os indoors.
A Filigranes é um dos meus poisos favoritos.
Quando lá vou, acompanho sempre o café com uma vista de olhos aos livros que por lá andam.
Muitas vezes esses livros voltam à prateleira de origem, findo o café.
Outras, agarram-se às mãos, infiltram-se no cérebro e não tenho como resistir.
O último foi Sasa Stanisic, escritor bósnio que brinca com as palavras e as ideais em "Le soldat et le gramophone", falando quase ingenuamente de coisas sérias.