Wednesday, May 26, 2010

Ópio

Quem não tem futebol, inebria-se com ténis.
Allez la Belgique!

Chuva

Bruxelas acordou escura.
Em contraponto aos dias anteriores, o céu começou a vergar com o peso da chuva anunciada.
Gota a gota, ela vai caíndo.
Com esta falta de luz, com este dia que se faz noite cedo demais, apetece ir para casa ouvir os Deolinda.
E sonhar com outros sóis.

Tuesday, May 25, 2010

Responsabilidade

Parece que ninguém sabe tomar conta de si, assumir-se como pessoa crescida.
Tem que ser o Estado, ou seus sucedâneos, a fazê-lo.
Para lançar uma empresa, para organizar um evento, para ir ao mar tomar banho...
A mim ensinaram-me a olhar o oceano, a respeitá-lo na sua imensidade. Disseram-me para o conhecer, para o entender. Explicaram-me a linguagem.
Dia após dia, entre brincadeiras e ondas, aprendi.
Diverti-me e ainda hoje me divirto muito no mar.
Ninguém me disse, faz o que quiseres porque há nadadores-salvadores!

Thursday, May 20, 2010

Lado positivo

Fizera mais vezes sol nesta cidade cinzenta e eu beberia os meus cafés nas esplanadas, gozando os quentes raios do astro.
Assim sendo, procuro mais os indoors.
A Filigranes é um dos meus poisos favoritos.
Quando lá vou, acompanho sempre o café com uma vista de olhos aos livros que por lá andam.
Muitas vezes esses livros voltam à prateleira de origem, findo o café.
Outras, agarram-se às mãos, infiltram-se no cérebro e não tenho como resistir.
O último foi Sasa Stanisic, escritor bósnio que brinca com as palavras e as ideais em "Le soldat et le gramophone", falando quase ingenuamente de coisas sérias.

Monday, May 17, 2010

Final

Andei pelas páginas várias horas.
Muitas.
O tempo suficiente para viver com aquelas famílias, preocupar-me com os desaires, enternecer-me com as carícias, discordar e apoiar.
Fui à Internet (bendita!) para compreender os instrumentos de música, para ouvir as canções, para perceber a política.
Foram muitas páginas, imensas, suficientes para me deixar enredar noutro mundo.
Não entendo porque depois de tanto escrever, o autor achou por bem fechar tudo à pressa, deixar pontas soltas (tantas perguntas por responder!), abandonar os leitores de repente, à má-fila, sem mesmo nos dar tempo de discordar, ou não, do seu suitable boy.

Entretanto, chove em Bruxelas.

Wednesday, May 12, 2010

Incolor

Bruxelas perdeu a cor e perdeu graus. Centígrados. Muitos.
Vamos pelos 7°, envoltos em chuva, sem vontade de viver assim uma Primavera.
Entre arrepios de frio e os distantes ecos pátrios da visita Papal e do Benfica campeão, nem sequer sei se este país já tem governo.

Friday, May 07, 2010

Sexta, pela graça de Deus

Uma vez que o fresco cinzento ambiente puxa à meditação caseira, vou tentar perceber o fenómeno Nick Clegg tão vencedor e tão perdedor.

Entretanto, as quase 1500 páginas que por agora me deliciam irão, decerto, manter-me afastada destas lides bloguísticas por uns dias.

Isso e os quilómetros que ainda tenho que correr para chegar à meta no grande dia.

Tudo tão irrelevante para o mundo!

Wednesday, May 05, 2010

Crise

Tenho por mim que a crise, a grega, a portuguesa, a espanhola, têm os dias contados...
É só chegar o mundial de futebol e ninguém mais ouvirá falar dela!

Tuesday, May 04, 2010

Espanto

O que verdadeiramente me espanta é como ainda há quem goste de futebol...

Monday, May 03, 2010

Novos hábitos

Antes entrava nas livrarias só por entrar. Circulava pelos corredores à espera de títulos, de capas, que me seduzissem. Agarrava nos livros, lia aqui e ali e, por vezes, aceitava o charme e comprava o livro.

Depois, os óculos (ou a sua ausência) impossibilitaram este jogo rápido, esta troca de olhares, a impulsividade de uma compra.

Deixei de entrar, quase sem querer, nas livrarias.

Agora vou tomar um café. Levo os óculos, e tomo o café com o livro que me quer seduzir. Saboreio com calma alguns parágrafos. Aqueço a alma com a música do piano. Por vezes a magia acontece.