Wednesday, February 20, 2013

O mar está rofe

Dizem-me que refugiando-me nos livros fujo do mundo.
Não fujo.
Apenas vou até ali aprender outras coisas.

Dizem-me que lendo ficção fujo da informação.
Não fujo.
Apenas a recolho de outra forma.

Que pode ser brutal ou poética. Que pode ser linear ou em arabestos que me obrigam a separar o trigo do joio.

Não há um só livro que não me traga algo de novo, que não me ajude a combater as trevas da ignorância.

E prefiro ler que o mar está rofe no olhar dos pescadores açorianos em nostálgicas lembranças das lutas entre os homens e os bichos, do que procurar na Internet o que quer dizer "o mar está rofe".