Friday, February 15, 2013

Prémio Nobel

Nunca pensei lê-lo. Mas fazer parte de um clube de leitura tem destas coisas. E lá peguei em The Red Sorghum de Mo Yan.
Será certamente um óptimo escritor.
Com uma brilhante tradução.
Eu é que não tenho estômago para tanta violência, explícita e implícita.
Sei que o ser humano é o que é porque se habitua a tudo, se adapta a qualquer situação, vai vivendo e sobrevivendo.
Eu, ao contrário, duvido sempre da minha capacidade de sobrevivência à violência que se faz hábito.
Respirei da alívio quando acabei o livro e, não obstante ter vontade de ler mais de Mo Yan, não creio que tão cedo tenha coragem.