Wednesday, September 20, 2017

Desafios

Já mal entendo como esta blogocoisa funciona. Não que alguma vez tivesse entendido imenso! Mas sabia umas coisitas, o mínimo para me desenrascar. Sobra pouco desse antigo conhecimento, bocadinhos de papel mental colados com cuspo, que eu nem sou do tempo dos post its...

Mas hoje deu-me para voltar aqui: história de falar um pouco comigo porque aposto que já não há leitores do lado de lá do ecrã. Ninguém tem paciência para ler tão de vez em quando.

Pode ser que retome estes escritos, pode ser que não. É complicado repetir caminhos: fica-se à espera de repetir experiências, tal qual elas foram no passado. O que é, sei bem, um disparate. O que se pretende é repetir o que de bom houve e deixar de lado tudo o resto. Querias!

Por isso ando para aí a correr aventuras novas. Só para ver como é, se sou capaz. Brevemente uma maratona. A primeira. E a última! Garanto. Levei tudo a sério (levo sempre tudo a sério, sou poderosamente chata), corro quilómetro atrás de quilómetro como manda o manual.

Penos em corridas.
Preparo as corridas.
Pondero as corridas.
Respiro corridas.
Agora também sonho com corridas.

Que chegue depressa o dia M (de maratona, claro). 

Já não me aturo.